Geometria de Direção e Suspensão

Ligue: (11) 2333-3235

Troca do fluido do sistema de freio Dellavia

Geometria de Direção e Suspensão

O que é?

Depois de certa quilometragem e uso do veículo, e devido principalmente ao estado de conservação da maioria de nossas ruas e estradas, é muito provável que haja o comprometimento do alinhamento de direção e da suspensão do veículo.

Estas condições levam a necessidade de conferirmos com regularidade a geometria de direção e suspensão do veículo para a manutenção adequada do mesmo.

Quando o automóvel é projetado, as rodas, as colunas de suspensão e todos os componentes de direção estão alinhados com a carroçaria e conforme o uso do automóvel esses ângulos podem sair de seu valor nominal, então é preciso regular.

O Alinhamento de suspensão também deve ser conferido. Este ângulo esta relacionado com o alinhamento de direção do veículo e geralmente é percebido pelo usuário do veículo. Ao dirigir, o motorista pode perceber que o carro tende a seguir para um dos lados de direção e isto ocorre devido a um grande impacto no sistema de suspensão e direção.

O câmber e o cáster também podem sofrer algumas avarias, e o processo de conferência da geometria de suspensão e direção precisa ser efetuado regularmente junto às revisões de manutenção preventiva do veículo.

Fazendo o alinhamento de direção nesta oportunidade, podemos checar e ajustar se necessário, os ângulos e medidas atendendo a determinação do fabricante do veículo.

Os 4 ângulos trabalhados no alinhamento de direção são:

  • Convergência e divergência são os ângulos das rodas dianteiras, que visam compensar a tendência que as mesmas têm de se abrirem ou se fecharem quando o veículo está em movimento e por esta razão esta abertura varia de fabricante para fabricante.
  • Normalmente veículos de tração traseira, trabalham convergentes, ou seja, rodas ligeiramente fechada na frente e os veículos de tração dianteira normalmente trabalham divergentes, ou seja, rodas ligeiramente aberta na frente.
  • Câmber é o ângulo de inclinação da coluna de suspensão para fora ou para dentro do automóvel e contribui para a estabilidade e aderência dos pneus com o piso em determinadas situações. Geralmente este ângulo é fixo e quando está fora de medida alguma peça como braço oscilante, barra de direção ou o próprio amortecedor devem ser substituídos.
  • Cáster é um ângulo que correspondente a posição da coluna de suspensão para frente ou para trás do veículo, ajudando na estabilidade do veículo, na aderência dos pneus com o piso e na velocidade final do mesmo. Na maioria dos veículos este ângulo é fixo e devem ser conferidas algumas peças, que ao sofrer um impacto podem deformar-se levando consigo a coluna de suspensão e tirando o ângulo de seu valor nominal.

“O conjunto de suspensão precisa estar sempre alinhado com o automóvel”.

A calibragem e o estado dos pneus precisam ser verificados, pois pode interferir no perfeito alinhamento destes sistemas com o veículo.

** A classificação DOT (sigla originária do Departamento de Transportes Americano) mais elevada indica apenas um fluido mais resistente às altas temperaturas (ponto de ebulição), não influindo no desempenho do freio.

Quando deve ser feito?

  • Sempre que fizer o alinhamento de direção e for detectado que os ângulos de convergência, divergência, câmber, e cáster estiverem em desacordo com as medidas especificadas pelo fabricante do veículo;
  • Quando as rodas apresentarem dificuldade para voltar à posição inicial após qualquer deslocamento.
  • Sempre por ocasião da troca dos pneus;
  • Sempre que forem substituídos componentes da suspensão do veículo;
  • Preventivamente a cada 10.000 km;
  • Sempre que os pneus apresentarem desgastes irregulares internos ou externos, na área do ombro, escamas na banda de rodagem ou em relação ao outro pneu que estiver rodando no mesmo eixo;
  • Sempre que o veículo apresentar tendência de deriva ou instabilidade em marcha;
  • Após fortes impactos ou choques contra obstáculos ou buracos;
  • Quando a direção do veículo estiver pesada e o volante apresentar endurecimento ao esterçar;

Danos provocados por irregularidades na geometria de direção e suspensão:

  • Desgaste irregular e prematuro dos pneus, internamente e externamente e banda de rodagem dos pneus;
  • Desconforto ao dirigir causando perda sensível da dirigibilidade do veículo causado pela deriva em marcha;
  • Direção pesada provocado pelo ângulo de cáster exagerado;
  • Desconforto ao dirigir causado pelo desequilíbrio ideal entre esforço de direção em baixa velocidade e estabilidade em alta velocidade;
  • Veículo tende a sair para os lados quando o motorista solto o volante;
  • Falta de estabilidade do veículo em alta velocidade;
  • Comprometimento da firmeza e da estabilidade à direção, para permitir ao motorista dirigir em linha reta com esforço mínimo;
  • Dificuldade de retorno das rodas dianteiras à sua posição primitiva, depois de efetuada uma curva;
  • Perda da estabilidade do veículo.



Faça seu Orçamento com a Della Via: (11) 2333-3235